68.º FESTIVAL NÁUTICO DO CNOCA / 700 ANOS DA MARINHA

Neste início de época, o CNOCA realizou uma vez mais o seu já tradicional Festival Náutico, tendo esta sido a sua 68.ª edição. Como também já vem sendo hábito, realizaram-se regatas de vela de ligeira e de vela de cruzeiro. As de vela ligeira ocorreram no fim-de-semana de 14 e 15 de outubro, enquanto que as de vela de cruzeiro realizaram-se no dia 22 do mesmo mês.

Às regatas do Festival Náutico associou-se a Marinha, que comemora a efeméride dos seus 700 Anos de existência. Foi no ano de 1317, por carta régia de D. Dinis conhecida como «Contrato de Pessanha», o qual estabelece pela primeira vez a organização permanente da Marinha e nomeia Manuel Pessanha almirante do reino de Portugal.

As regatas decorreram nos dois fins de semana referidos com embarcações de vela ligeira no primeiro fim de semana, nas classes de Vaurien, Snipe e Optimist, e de vela de cruzeiro no segundo fim de semana. A participação foi bastante numerosa, com cerca de 40 embarcações de vela ligeira. As condições meteorológicas não foram as mais favoráveis, pois a falta de vento prevaleceu no dia 14 e na manhã do dia 15, sendo que durante a tarde do segundo dia o vento aumentou significativamente na zona do mar da Palha, local onde foram instalados os campos de regatas. A presença e apoio dos fuzileiros nestas regatas constituiu, mais uma vez, um fator primordial para a segurança dos velejadores.

Dentro do programa de atividades da vela ligeira, na classe Snipe decorreu o Master´s de Snipe e Troféu Conde Martins/Lima Bello cuja participação foi muito significativa, com um total de 15 embarcações, que tornaram as regatas muito competitivas apesar das dificuldades com o vento. Como tem sido hábito, no sábado realizou-se um jantar convívio na Base Naval de Lisboa, de que se destaca a presença do comandante Conde Martins, um dos dois velejadores que dão o nome ao troféu e que evoca a primeira vitória portuguesa no campeonato do mundo de Snipe, em 1953, no Mónaco.

No dia 22 de outubro realizaram-se as regatas de cruzeiro com um total de 42 embarcações, cuja largada ocorreu no mar da Palha, junto ao canal do Alfeite, com um percurso distinto para as classes ANC A e as restantes classes ANC. O pódio da primeira classe ANC-A foi preenchido, em primeiro lugar, pelo Zdamen, seguido do BLU e, por fim, do One/Syone. Na classe ANC-B o vencedor foi o Breeze, na classe ANC-D o vencedor foi o Pirata Azul. Já na classe ANC-E, o vencedor foi o Fanático.

As fotografias podem ser consultadas aqui.